O papel dos esporte no Reino Unido

O esporte, como o conhecemos agora, pode ter suas raízes no Reino Unido. Os britânicos contribuíram muito para a evolução dos esportes em todo o mundo, desde a criação de leis até a formulação de princípios orientadores. O Reino Unido também é o local de nascimento de alguns dos atletas e locais esportivos mais famosos do mundo, incluindo Wimbledon, Lords e David Beckham. 

Há grandes audiências internacionais para eventos esportivos no Reino Unido. Uma das exportações mais lucrativas do Reino Unido é a Premier League, que é vista por 4,7 bilhões de pessoas a cada temporada. O governo britânico está totalmente dedicado a apoiar o desenvolvimento do esporte. Enormes quantias de dinheiro são reservadas por esse motivo preciso. Como resultado, o Reino Unido abriga uma infinidade de autoridades governamentais nacionais e organizações esportivas. 

esportes no Reino Unido

O Gênesis

Durante o último quartel do século 19, o esporte tornou-se muito importante para o crescimento e preservação do Império Britânico. Foi particularmente importante para a divulgação dos princípios do Império numa altura em que se acreditava que o Império tinha uma vertente pragmática.

O esporte sempre foi uma forma de os soldados relaxarem, se divertirem e treinarem, mas no final do século 19, evoluiu para um método de ensinar valores à população local, particularmente nobres locais, e uma forma para os colonos locais e colonos governo para se manter unido e auxiliar o projeto Imperial.

Os esportes sempre foram uma forma de os colonos e soldados se divertirem e passarem o tempo. Isso os ajudou a construir caráter e entrar em forma. Serviu como uma forma de aproximar as diferentes classes sociais e facilitar o diálogo entre pessoas de diferentes classes e com os nativos. A classe era tão essencial nas colônias quanto na Inglaterra, mas o império deu às pessoas chances de subir ou descer na escala social.

Em todas as colônias, o esporte era importante porque mantinha o moral elevado e ajudava as pessoas a se sentirem conectadas às suas raízes e aos britânicos. As partidas de críquete deram à população colonial a chance de se unir e representar o que significava ser britânico, ao mesmo tempo em que aliviava parte do estresse causado por viver em ambientes desconhecidos e muitas vezes hostis. 

Os jogos de críquete também deram a pessoas de diferentes áreas ou classes da sociedade colonial a chance de se reunir e mostrar o quanto apoiavam o empreendimento colonial. Além disso, o tênis também era popular em todo o império, servindo como meio de interação entre diferentes comunidades. As corridas de cavalos também eram populares porque reuniam pessoas de todas as classes. Jogos e esportes eram vitais para os militares porque os ajudavam a ficar em forma e evitavam que ficassem entediados.

Além disso, o esporte serviu para ensinar os locais sobre as virtudes imperiais e aproximar colonos e administradores, mas também se tornou um importante meio de relacionamento com as elites locais. Os britânicos não poderiam ter governado o império sem a aceitação dos indivíduos que ali viviam.

O papel que o esporte desempenha na evolução da sociedade britânica

O esporte é um componente essencial da sociedade contemporânea em todas as escalas. Tem um grande efeito em coisas como relações internacionais, negócios, status social, moda, moral e como as pessoas vivem suas vidas.

Na verdade, o esporte é uma forma poderosa de unir as pessoas. Há muito que os políticos pensam no desporto nacional como uma atividade de lazer que pode unir as pessoas com uma ideia nacional partilhada e uma forte ambição de sucesso e vitória.

Pode-se argumentar que o esporte é um espelho que, de acordo com seus objetivos e a natureza da atividade, retrata normas e valores sociais sem influenciá-los ativamente. A história do movimento esportivo organizado ao longo do século passado demonstra que as mudanças sociais no Ocidente são o que possibilita o rápido crescimento do esporte.

O fato de o esporte ter se tornado muito competitivo era sinal de uma sociedade competitiva, ligada a ideias liberais. A cultura física de um país mostra como seus valores estão mudando, e os esportes internacionais são uma boa maneira de medir o estado da política internacional.

A importante influência do esporte no Reino Unido em todo o mundo

As Olimpíadas e Paraolimpíadas de Londres 2012, que foram vistas por mais da metade da população mundial, aumentaram o interesse pelo Reino Unido no exterior graças ao sucesso do país na arrecadação de medalhas e à espetacular cerimônia de abertura dirigida por Danny Boyle.

Pesquisa realizada em onze nações vitais para o comércio e a política externa britânica constatou que, no geral, 36% sentiram que as Olimpíadas aumentaram o interesse no Reino Unido como destino para estudar ou fazer negócios, e que 35% estavam mais inclinados a viajar para lá como um resultado do evento.

O Reino Unido está cada vez mais associado à inovação na China, à tradição e aos ‘cavalheiros ingleses’. O triunfo dos Jogos Paraolímpicos também contribuiu para uma mudança na percepção global das pessoas com deficiência. 

Além disso, um dos meios mais poderosos de aumentar a influência de um país na era contemporânea, digital e globalizada é por meio das interações pessoais que o esporte facilita. Seja entre times rivais em um torneio, fãs de todo o mundo na Copa do Mundo de Rugby ou jovens de várias nações interagindo na internet, o esporte tem o poder de unir as pessoas.

É uma força unificadora, como pode ser visto pela composição étnica e racial de qualquer clube de futebol da Premier League ou pela realidade de que muitos jovens em todo o mundo admiram atletas de outras nações tanto quanto olham para os seus.

Impacto Positivo do Esporte 

Os programas de esportes comunitários podem ser muito eficazes para estimular o crescimento e expandir a esfera de influência do Reino Unido. Programas esportivos internacionais do Reino Unido, como projetos de rugby e futebol do British Council, trouxeram esperança, motivação e habilidades para a vida a jovens de todo o mundo, das favelas do Brasil às metrópoles da China. 

O British Council e a Premiership Rugby criaram a iniciativa Try Rugby, por exemplo. Emprega o treinamento de rugby para atingir a geração mais jovem e está avançando em vários países para melhorar a saúde, a educação e as condições sociais. Como bônus, aumenta a popularidade e influência do Reino Unido entre outros países.

Em apenas oito anos, a Premier Skills impactou a vida de meio milhão de pessoas em 25 países diferentes. Ele evoluiu para um método para abordar problemas globais, como a violência contra mulheres e meninas, e promover um senso de comunidade, respeito e compreensão.

O fornecimento de treinamento, a promoção e o marketing dos serviços da indústria esportiva do Reino Unido são maneiras pelas quais esses tipos de programas contribuem para a imagem do Reino Unido como uma nação progressista e para a criação de novas perspectivas econômicas de longo prazo.

A Youth Sports Trust conduziu uma pesquisa em nome do British Council que forneceu mais provas de que os esportes contribuíram para a inclusão social, diversidade, coesão da comunidade e avanço dos direitos das mulheres. Mais de 15 milhões de jovens em 21 nações se beneficiaram da iniciativa, que influenciou 55 grandes mudanças políticas em nível nacional, incluindo a adição de esportes ao currículo em 19 países.

Similar Posts