Greves de comboios no Reino Unido: O que é o guia definitivo 2023

Descubra o Ultimate Guide 2023 no Train Strikes UK! Descubra os mais recentes conhecimentos, dicas e estratégias para lidar com as perturbações. Não perca a oportunidade!

As greves de comboios tornaram-se um acontecimento recorrente no Reino Unido, causando perturbações significativas tanto aos passageiros como aos viajantes. Este guia completo tem por objectivo fornecer-lhe todas as informações necessárias sobre as próximas greves de comboios no Reino Unido, as razões que as motivaram e o seu potencial impacto.

Próximas greves de comboios: Datas importantes a não esquecer

De acordo com os sindicatos RMT e Aslef, estão previstas mais greves de comboios para o final de Maio e início de Junho. Eis as principais datas a ter em conta:

  • Quarta-feira, 31 de Maio (Aslef)
  • Sexta-feira, 2 de Junho (RMT)
  • Sábado, 3 de Junho, dia da final da Taça de Inglaterra (Aslef)

Estas datas podem ser alteradas a curto prazo. É sempre melhor consultar os sítios Web dos sindicatos, a página de greve da National Rail e as actualizações de viagem do seu operador ferroviário antes de planear a sua viagem.

Que linhas serão afectadas?

Prevê-se que os serviços dos seguintes operadores ferroviários sofram perturbações:

  1. Avanti Costa Oeste
  2. C2C
  3. Caminhos-de-ferro de Chiltern
  4. CrossCountry
  5. Caminho-de-ferro de East Midlands
  6. Grande Norte
  7. Great Western Railway
  8. Greater Anglia (incluindo Stansted Express)
  9. LNER
  10. Linha férrea noroeste de Londres
  11. Caminho-de-ferro do Norte
  12. Caminhos-de-ferro do Sudoeste
  13. Sudeste (apenas dias Aslef)
  14. Southern (incluindo Gatwick Express)
  15. Thameslink
  16. TransPennine Express
  17. Linha férrea de West Midlands

Porque é que as greves estão a acontecer?

A principal razão para as greves é uma disputa de longa data sobre salários, empregos e condições. Os sindicatos defendem que qualquer oferta salarial deve reflectir o aumento do custo de vida, que é actualmente superior a 10%.

No entanto, a indústria ferroviária está sob pressão para poupar dinheiro depois de a pandemia ter deixado um buraco nas suas finanças. Os patrões dizem que é necessário chegar a acordo sobre reformas para permitir aumentos salariais e modernizar os caminhos-de-ferro.

Qual é o salário médio dos trabalhadores do sector ferroviário?

De acordo com o Office for National Statistics (ONS), o salário médio dos trabalhadores do sector ferroviário em 2022 era de 45 919 libras esterlinas. Se os condutores forem excluídos, a estimativa é de £39.518.

No entanto, o sindicato RMT disse que esse número era demasiado elevado porque não incluía o pessoal de limpeza dos caminhos-de-ferro. Segundo o ONS, o salário médio dos “condutores de comboios e eléctricos” é ligeiramente inferior a £59.000.

Qual é a oferta em cima da mesa?

O Rail Delivery Group (RDG), que representa as 14 empresas ferroviárias, apresentou uma proposta que permitiria aos trabalhadores ferroviários receber um aumento salarial retroactivo de 5% em 2022.

Em seguida, a Comissão negociará com os operadores individuais as reformas antes do segundo ano de aumento salarial. No entanto, esta proposta foi rejeitada pelos sindicatos.

Como é que as greves vão afectar a sua viagem?

Prevê-se que as greves causem perturbações significativas nos serviços ferroviários. Muitas empresas ferroviárias não efectuarão comboios nos dias 31 de Maio e 3 de Junho, embora algumas delas possam efectuar serviços muito reduzidos.

O dia 3 de Junho é também o dia da final da Taça de Inglaterra, pelo que os adeptos de futebol devem certificar-se de que têm a sua viagem organizada para o jogo.

Conclusão

As greves de comboios podem ser um grande incómodo, mas compreender as razões que estão na sua origem e estar preparado pode ajudar a atenuar o seu impacto. Esteja atento às actualizações do seu operador ferroviário e planeie a sua viagem em conformidade. Lembre-se que a situação pode mudar rapidamente, pelo que é fundamental manter-se informado.

Aviso: A situação relativa à greve dos comboios é fluida e pode mudar rapidamente. Consulte sempre o seu operador ferroviário para obter as informações mais actualizadas.

Similar Posts